Quer ser um mestre cervejeiro? Conheça a diferença entre os tipos de cerveja e especialize-se!

cervejeiro

Conheça os principais tipos de cerveja e prepare-se para se aventurar em um novo e rico mundo cervejeiro!

O mercado tem cada vez mais rótulos e tipos de cerveja, mas muita gente não faz a menor ideia da diferença entre cada uma delas. E vamos ser sinceros: nesse calor de verão, uma boa cervejinha no pergolado da área de lazer faz toda a diferença!

A bebida também costuma ser a preferida na hora do churrasco no pergolado ou no papo no deck da piscina, mas quando o assunto sai e você não sabe nada sobre os tipos de cerveja, fazer cara de paisagem não salva ninguém.

Por isso, e para aproveitar muito mais a bebida, vale a pena saber mais sobre as diferenças entre os principais tipos de cerveja que o mercado oferece.

Nesse verdadeiro guia você vai encontrar as informações mais importantes para escolher melhor e poder dar sua opinião quando o assunto surgir entre os amigos.

 

Principais tipos de cerveja

cervejeiro

Antes de mais nada é interessante saber o que é cerveja: uma bebida carbonatada (gaseificada com gás carbônico, assim como refrigerantes e alguns espumantes) com teor alcoólico, produzidas através da fermentação.

As principais matérias-primas para a sua fabricação são a água, o malte de cevada, o lúpulo e o fermento.

Os tipos de cerveja variam de acordo com a receita e o processo de fermentação – ou famílias. Basicamente há 3 delas: as Ale (fermentação de superfície), as Lager (fermentação de fundo) e as Gueuze ou Lambic (fermentação espontânea e alta acidez). Essas últimas, entretanto, não são muito populares aqui no Brasil, então vamos falar apenas das duas primeiras.

Há ainda os estilos e subestilos, que correspondem às 4 principais escolas, ou seja, regiões onde foram criados e que são referências principais para os mestres cervejeiros:

  • Escola Americana: Possui estilos como American Lager, Cream Ale e American Pale Ale.
  • Escola Inglesa: Possui estilos como Porter, English IPA, Stout e English Pale Ale;
  • Escola Belga: Possui estilos como Blond Ale, Dubbel, Strong Ale e Witbier;
  • Escola Alemã: Possui estilos como Pilsen, Weiss e Bock.

Na verdade, há hoje cerca de 150 estilos de cerveja, por isso vamos focar nos mais conhecidos e populares.

Mas como será que isso tudo influencia na hora da santa cervejinha no seu pergolado de madeira?

 

Família Lager

cervejeiro

A família Lager é a mais consumida no Brasil, aliás, praticamente no mundo inteiro, sendo responsável por 90% do consumo. Ela cai mais no gosto popular por causa da sua alta carbonatação.

As Lagers são conhecidas como cervejas de baixa fermentação, em temperaturas mais baixas (5ºC – 14ºC) por um ou dois meses, filtradas e geralmente de cor dourada, apesar de haver algumas mais escuras.

Os estilos mais conhecidos de Lager, são Pilsen, American Lager, Vienna, Helles, Bock, Schwarzbier.

Para quem está começando a beber cerveja as American Larger são uma ótima pedida. Mais leves, refrescantes e descomplicadas, geralmente têm notas maltadas leves e alta sensação de refrescância. Alguns representantes aqui no Brasil são a Skol, Budwiser, Kaiser e Brahma.

 

Lagers são as mais conhecidas no Brasil

No entanto, o tipo de cerveja mais consumido entre os brasileiros é a Pilsen, de sabor suave, baixo ou mediano amargor baixo e coloração dourada e translúcida.

A Premium Larger também é bem conhecida por aqui, tendo como representantes a Heineken e a Stella Artois. Este tipo de cerveja tem mais malte e mais lúpulo do que American Lager, com cor dourada e corpo médio.

Já as Bocks são melhores se consumidas em clima mais frio. São cervejas Lagers com coloração escura, saindo um pouco da tradição e com fortes características do malte, o que empresta notas de caramelo e de pão tostado.

Então se a ideia é passar o dia saboreando sua cerveja no deck da piscina durante o verão, as Larger geralmente têm menos teor alcoólico do que as Ale, que você vai conhecer agora.

 

Família Ale

cervejeiro

Os tipos de cerveja Ale têm mais fermentação, que acontece em temperaturas mais elevadas, geralmente entre 15ºC e 24ºC, podendo chegar a 35ºC, por uma ou duas semanas.

De um modo geral são cervejas mais encorpadas, com sabor que varia do amargo ao doce e cor também variando entre tons claros e escuros. Como são tipos de cerveja que variam muito, as Ale têm uma infinidade de subestilos.

Por aqui os mais conhecidos são as India Pale Ale (IPA) e American Pale Ale (APA), sendo bem comuns nas cervejarias artesanais.

As avermelhadas, como as Irish Red Ale e Amber Ale também fazem sucesso por aqui. Já as trapistas (que originalmente eram produzidas por padres da Ordem Trapista da Bélgica e da Holanda) dubbel, tripel e quadruple são conhecidas por seu alto teor alcoólico, que pode chegar a 11%.

As cervejas de trigo geralmente também são Ale. São as leves e refrescantes weissbier e weizenbier, cujas receitas costumam levar ainda ingredientes como cascas de laranja e coentro.

O sabor costuma lembrar pão, banana e cravos. A Brahma Extra Weiss é um bom exemplo. São um bom primeiro passo para quem está migrando para o lado artesanal

Já os subestilos Stout e Porter são pouco consumidos no Brasil porque, assim como as Bock Lager, são muito encorpadas e escuras – mais propícias para serem apreciadas no pergolado de madeira no inverno.

É bom lembrar que são muitos os tipos de cerveja, com várias subdivisões. Entre as Stout, por exemplo, há ainda as Sweet Stout, da qual a nossa Caracu é uma ótima representante.

E então, pronto para testar seu paladar em novos mundos cervejeiros aproveitando o verão no pergolado de madeira? Aproveite e descubra essas 5 dicas para escolher as carnes do churrasco e arrase no próximo evento!

Compartilhe:

Posts Recentes

Solicite já um Orçamento